sábado, 7 de julho de 2012

Pombagira Maria Farrapo

O seu chapéu é de palha, a sua saia é de trapo. Ela é pomba-gira sim, é pomba-gira do Farrapo.Cuidado Moço que essa mulher é do dendê. Ela é Maria Farrapo, ela é pombogirê!


“ESCLARECENDO A MARAVILHOSA E POUCO COMPREENDIDA MARIA FARRAPO”




As Farrapos trabalham junto com as Mulambos e fazem parte da mesma hierarquia, ou seja: falange Maria Mulambo. É comum vermos Maria Farrapo apresentando-se à incorporação nos pontos de Maria Mulambo.






Isso ocorre com frequência e pelos seguintes motivos:


– Pertencem a mesma falange


– poucos Terreiros cantam pontos de Maria Farrapo


– Maria Farrapo trabalha mais no Astral que incorporada


– Muitas vezes, incorpora apenas para descarregar o médium






Uma característica marcante das Farrapos é a ironia e a irreverência. Diretas e objetivas, costumam ir direto ao “ponto”, o que pode surpreender médiuns e consulentes.






Ao contrário do que alguns imaginam, são Pombas Girassérias, competentes, determinadas e fiéis. São as Guardiãs da falange Maria Mulambo responsáveis pelas cobranças cármicas e retorno de demandas, excelentes e precisas em suas execuções.






A compreensão do médium é muito importante para a manifestação da entidade. É preciso entender que a energia de Maria Farrapo é intensa e que ela trabalha situações que envolvem a necessidade de uma roupagem fluídica tipo “Flagelos de Deus”.






Promovem encontros cármicos, estimulam circunstâncias de “provas”, favorecen todos os “ajustes” necessários ao aprendizado e crescimento.






Quando uma Mulambo recebe um pedido, sempre terá uma Farrapo trabalhando junto.






Esse turbilhão energético dificulta o entendimento do médium de quem seja, ou como seja a apresentação de uma Maria Farrapo. Daí muitos médiuns comportarem-se como se a entidade estivesse bêbada, ríspida ou desajeitada.






Não é nada fácil trabalhar com uma Farrapo, mas com certeza é uma missão que exige um grande autoconhecimento por parte do médium e um treino afinado de sintonia com sua Guardiã.






Conhecê-la é fundamental, saber como a entidade conduz as situações, seu temperamento, modo de agir e pensar. Após o conhecimento e sintonia, é muito gratificante ser médium de uma Maria Farrapo. Uma amiga fiel e para todas as horas.






Elas trabalham em todos os campos de atuação de Mulambos: Encruzilhada, Estrada, Cemitério entre outros.






Se pertencem a mesma falange, não deveriam usar o mesmo nome?






Como citei acima,






“AS FARRAPOS SÃO O FLAGELO DA FALANGE MARIA MULAMBO, AS EXECUTORAS DAS COBRANÇAS”

Seguidores